Dia das Mães

twilight

Autor: Moabite

Gênero: Slice of Life

Tradução: Drason

SINOPSE: Twilight se esforça para encontrar um presente significativo para o Dia das Mães.

—————-

Twilight Sparkle caminhava ansiosamente pelo shopping de Canterlot, observando atentamente cada loja antes de ir para outra. Spike a seguia, embora as vezes tinha que andar apressado para acompanhar a unicórnio roxo.  Eles estavam fazendo isso há horas e os pés do dragão já estavam bem doloridos.

“Ohhh.” Twilight gemia. “O que em Equestria pode ser bom para a Princesa?”

“Tem uma loja bem ali do lado vendendo camas.” Respondeu Spike cansado. “Acho que ela gostaria de uma cama. Talvez eu possa testar para ela e ver se está tudo ok.”

“Concentre-se, Spike. Eu preciso encontrar a princesa hoje e ainda não achei um presente que… você sabe…” Twilight corou.

Spike suspirou. “Tem certeza que quer continuar com isso, Twi? Dizendo à Princesa sobre seus sentimentos?”

Twilight olhou para o dragão aborrecida. “Sim, tenho. Eu guardei meus sentimentos por muito tempo e hoje…” Ela apontou o casco para uma loja que tinha uma placa em forma de coração acima da entrada e que dizia: “diga que a ama com flores!”

“…hoje é o dia em que devo dizer a ela.”

Spike encolheu os ombros. “Tubo bem, eu só estava perguntando. Mas estamos nesse shopping desde manhã, e estou cansado e com fome.”

Seu estômago roncou alto.

Ou melhor.” Ele continuou. “Estava com fome há muitas horas atrás, agora estou faminto! Posso comprar pelo menos uma joia, por favor Twi?” 

Twilight estava prestes a dizer não, mas uma alfinetada de sua consciência a deteve. A ansiedade sobre sua confissão para a Princesa havia feito má companhia para ela nesta viagem, e Spike vinha sofrendo as consequências desde que eles tinham saído de Ponyville.

“Tudo bem Spike.” Ela respondeu. “Mas seja rápido, tem uma lanchonete para dragões logo ali.”

Sem precisar falar duas vezes, Spike correu cantarolando até as pedras preciosas como uma criança tentando escolher o sabor dos sorvetes. Twilight, por sua vez, observava com um olhar cansado as joias penduradas na parte de trás. Eles passaram pelos melhores joalheiros de Canterlot desde manhã, e naquela altura Twilight estava duvidando que pudesse encontrar algum presente que realmente lhe agradasse.

Ela não conseguiu achar nada que combinasse com a Princesa, mas sua imaginação cansada ainda a cutucava para não desistir de encontrar algo. Ela olhou para trás e se deparou com um colar de ouro pesado com quatro topázios na cor púrpura embutidos nele. Era bom, ela pensou, mas não perfeito. Um presente dado com amor precisa ser perfeito. Sua imaginação a cutucou novamente e as cores do colar nadaram e mudaram. Ela engasgou e acenou com entusiasmo para a vendedora.

Você faz modificações?” Ela perguntou. A vendedora, uma pônei cinza de meia idade, acenou positivamente.

Pode, por favor, pegar aquela?” Twilight apontou para o colar de ouro que havia visto. “E mudar três das pedras para essas?” Ela apontou para um rubi. “E aquela?” Em seguida, apontou para uma safira. “E essa!” Por fim, apontou para uma granada verde nas mãos de Spike. Ele olhou aborrecido, mas ela não notou.

“Claro que posso.” Disse a joalheira. “Farei isso em uma hora e tudo vai custar quatrocentos e cinquenta bits.”

Twilight hesitou. “Quatrocentos e cinquenta…” Ela ia dizer alguma coisa, mas parou.

Não pode fazer por quatrocentos?” A unicórnio roxo perguntou.

Quatrocentos e quarenta.” Granadas são difíceis de encontrar.

“Eu vi uma cesta cheia delas em alguns joalheiros de Lenore esta manhã, além do mais você vai ter que cortar essas pedras para encaixar no colar e por isso vai ter muitas sobras para usar em outros.”

“Certo, quatrocentos e trinta e cinco então. As sobras que restarem vão ser difíceis de vender.”

“Feito.”

Twilight dançava alegremente no local. “Sim! Finalmente! Essa vai ser perfeita para ela! Vamos Spike, deixe a vendedora trabalhar em paz!”

Parado, Spike olhava para suas mãos vazias depois que Twilight pegou a joia. Em seguida ele observou a unicórnio sair da loja cantarolando.

O castelo estava quieto. Muitos dos funcionários estavam aproveitando o feriado e só uns poucos ficaram de plantão. Celestia estava em seus aposentos folheando a copia de um exemplar conhecido como “Contos de Equestria”. Eram brochuras escritas por vários autores que ela adorava ler em seus momentos de folga, e até mandava suas próprias estórias para publicação. Ela estava deitada em uma cama feita de almofadas no chão, com um copo de vinho ao seu lado, e o livro encostado em um suporte de madeira envernizado.

Do lado de fora, Twilight levantava o casco para bater na porta, mas hesitava. O colar, agora embalado e embrulhado para presente, estava em suas costas e parecia ficar mais e mais pesado, pelo simples fato do que ele significava para Twilight. Ela abaixou o casco novamente e correu de volta para um pilar perto do final do corredor onde Spike esperava impacientemente.

“…trinta e sete, trinta e oito, trinta e nove eeeeeeee.. você voltou de novo.” O dragão disse. “No entanto, você está melhorando. Foram quase quarenta segundos antes de você amarelar de novo.”

Twilight olhou para ele. “Eu sei! Eu sei! Estou nervosa.”

“Twilight…” Spike ia falar alguma coisa, mas a unicórnio o interrompeu.

“É só que eu não sei o que dizer, não sei como ela vai reagir e realmente não quero estragar a relação que temos agora.”

Spike tentava falar novamente, mas Twilight continuava, sua voz ganhando velocidade com o medo e a frustração que sentia.

Talvez eu não esteja pronta. Talvez seja melhor deixar como está. Nós podemos continuar sendo amigas assim, certo? Foi só uma ideia boba, não sei no que estava pensando.”

Ela olhou para Spike sorrindo. “Vamos embora Spike. Você deve estar com fome, pode ficar com isso.” Ela colocou a caixa de presentes nas mãos de Spike. “Não é mais importante.“

Spike estava faminto e o simples pensamento das gemas fazia seu estomago roncar, mas enquanto ele olhava, uma lágrima se formou no olho de Twilight e rolou pelo seu rosto, traindo seu sorriso falso. Ele balançou a cabeça tristemente.

“Tudo bem, Twilight. Se você tem certeza que é o que você quer, vamos.”

Ele subiu em suas costas e os dois trotaram em direção à saída. Ao passarem pela porta de Celestia, pela última vez, Twilight escutou um rangido fraco. Ela parou e inclinou-se em direção à porta, seu nervosismo foi temporariamente abafado pela curiosidade. Mas o chiado não era mais nem forte nem fraco quando ela se aproximou da porta, até que percebeu que estava vindo de Spike. Ele estava escrevendo algo na caixa de presente que Twilight lhe dera.

“O que você está fazendo?” Ela perguntou.

Spike estendeu o presente para que Twilight pudesse ver. Dizia:

Com todo meu amor,

Twilight Sparkle.

Antes que ela pudesse reagir, Spike respirou fundo e deu um enorme jorro de chamas verde sobre a caixa, que evaporou em uma nuvem de fumaça que fluía através do ar, indo para debaixo da porta de Celestia.

Twilight observava assustada quando o último fiapo da fumaça desaparecia de vista. Spike, por sua vez, desmontou das costas da unicórnio e bateu com força na porta, saindo correndo logo em seguida.

“Entre.” Disse uma voz além da porta.

Twilight pensou brevemente em fugir, mas agora que Celestia estava com o presente, ela não tinha mais escolha. A unicórnio engoliu seus medos e abriu a porta. Princesa Celéstia estava deitada em suas almofadas com o presente ainda embrulhado entre os cascos. O suor estava se formando na testa de Twilight enquanto Celestia olhava confusa para a mensagem na caixa, já que a letra era de Spike e não dela.

“Olá Twilight!” Disse a princesa. “É para mim?”

Corando, Twilight respirou fundo e balbuciou trêmula. “Sim, Princesa.”

Celéstia desamarrou o grande laço e abriu a caixa. Seus olhos arregalaram quando ela estendeu o casco e tirou com cuidado o colar. Ele brilhava tão forte que fazia reflexos nas paredes.

É lindo.” Ela se virou para Twilight, ainda incerta de suas intenções. A pônei roxo engoliu seco, fechou os olhos e começou a falar.

“Eu… eu preciso lhe dizer uma coisa. Eu preciso falar sobre tudo o que você fez por mim, todo o tempo que passamos juntas aqui neste lugar… significou muito para mim. Muito mais do que eu já disse. Quando passei um tempo com você, eu senti que tinha algo mais do que apenas uma mentora. E eu queria te dizer hoje o que você significou para mim.“

Twilight baixou o chifre e levitou o colar dos cascos de Celestia. Ela desabotoou o clipe, o passou em torno do pescoço da Princesa e o abotoou novamente, com as gemas repousando sobre o peito de Celestia.

Feliz dias das mães.” Twilight finalizou.

Princesa Celestia envolveu seus cascos dianteiros sobre os ombros da unicórnio e a abraçou com força. Lágrimas de alegria corriam abaixo de ambos os rostos.

Oh Twilight…” Ela disse. “Minha Twilight.”

4 pensamentos sobre “Dia das Mães

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s